Você já foi "perseguido" por banners de anúncio de algum produto ou serviço que você pesqu

Se a resposta é sim...calma! Isso não é fantasma e muito menos coincidência, e sim o remarketing entrando em ação.

Muitas pessoas são impactadas pelo remarketing, mas não sabem que também podem utilizá-lo a favor de seus negócios.

O que é o Remarketing?

Antes de mais nada, é bom deixar claro que “remarketing” e “retargeting” são praticamente a mesma coisa. A diferença é que remarketing é a forma como o Google chama a sua própria ferramenta de retargeting.

Retargeting vem do inglês “target”, que significa “alvo”. Ou seja, a ideia do retargeting é impactar mais de uma vez a mesma pessoa, com os anúncios que o usuário vê após a primeira busca pelo tema.

Como funciona?

O sistema de funcionamento é simples,daremos como exemplo o Google Adwords: você está procurando no Google por “Software de marketing digital” e clica em um anúncio pago na página de resultados. Quando você entra no site do anúncio, um cookie (que funciona como se fosse um carimbo) é armazenado em seu computador, possibilitando que o Google te identifique e exiba posteriormente para você anúncios deste mesmo site em outros sites parceiros que abrem o espaço para anúncios (Rede de Display) ou nas páginas de resultados (Rede de Pesquisa). Dessa forma, você será impactado por novos anúncios durante algum tempo, para convencê-lo a fazer a conversão. Geralmente o período do remarketing é de 30 dias, mas pode variar, de acordo com a plataforma e as configurações utilizadas.

Para o remarketing funcionar, é preciso instalar uma tag de remarketing em seu site. Com a tag instalada, é hora de pensar em estratégias. O remarketing é baseado em listas, como quem acessou as URLs relacionadas a determinado produto, quem entrou na página de preços, quem realizou uma compra no site, entre outras. É preciso analisar quais públicos é interessante abordar por meio de novos anúncios.

#DICAS

– Crie audiências relevantes. Foque em públicos que sejam interessante de ser impactados pelo remarketing;

– Crie anúncios específicos para cada público. Quanto mais próximo do objetivo do usuário melhor. Por exemplo, se ele entrou na página de preços de determinado produto de seu site, pode exibir para ele anúncios sobre o produto, com talvez um desconto atrativo;

– Lembre-se de ter boas Landing Pages. Não adianta fazer um belo anúncio e levar o visitante para a home do site. Lembre-se de ajudá-lo a encontrar seu objetivo – e, claro, converter.

– Fique sempre de olho nas métricas para analisar os resultados de seus esforços. É importante lembrar que não apenas o CPC (Custo por Clique) merece atenção, mas também o CPA (Custo por Aquisição), ou seja, o seu gasto real para cada conversão gerada pela campanha.

– Tome cuidado com o excesso de exibições para um determinado usuário, já que isso pode cansá-lo. É recomendado não termos mais do que 10 visualizações por pessoa.

- Faça você mesmo, no curso de Marketing Digital você aprenderá todas as técnicas na prática. Clique aqui e saiba mais: https://goo.gl/sjAuVk

TecnoBlog
Posts Recentes
Arquivo
Busca por Tags
Siga o Doutor Tecno
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square